Dermatologia Clínica





Alergia e Eczema

O eczema apresenta vários tipos de lesões na pele. A versão mais aguda têm lesões que iniciam com a presença de marcas avermelhadas com bolinhas de água na superfície que, ao se romperem, eliminam um líquido claro, caracterizando a fase subaguda do problema.

Já na fase crônica, a secreção começa a secar, levando à formação de crostas e aumento da espessura da pele.





Tratamento para Câncer de Pele

A incidência dessa doença tem avançado muito nos últimos anos. Geralmente, essa condição é ocasionada pela exposição excessiva ao sol. Somente no Brasil, 25% dos casos diagnosticados da doença foram motivados por essa razão. Existem variações nos tipos de câncer de pele. Os mais comuns são os carcinomas (carcinoma basocelular e carcinoma epidermoide). Esses ocorrem com maior incidência, entretanto são de menor gravidade. Já os melanomas que, apesar de menos frequentes, são mais graves por causa do risco de metástases.

Para tratar esses transtornos é recomendado a retirada cirúrgica da lesão e do tecido ao redor. Outros recursos terapêuticos são a quimioterapia (tratamento à base de substâncias químicas que destrói a célula doente) e radioterapia (tratamento que utiliza a radiação para eliminar as células tumorais) adotados nos casos mais graves da enfermidade.





Colegenoses

As colagenoses são doenças autoimunes que afetam principalmente o tecido colágeno do corpo.
As cinco principais doenças são:
- Lúpus;
- Esclerodermia;
- Dermato/polimiosite;
- Sjogren
- Doença mista do tecido conjuntivo: superposição das outras quatro colagenoses.





Acne

Acne é o nome dado a espinhas e cravos que surgem devido a um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilosebáceos. Ela pode acometer pessoas em qualquer idade, sendo mais frequentes em adolescentes e mulheres.

Além do incômodo das lesões, o comprometimento estético pode atingir o lado psicológico e diminuir a autoestima do paciente.





Dermatite Atópica

Um dos tipos mais comuns de alergia cutânea não contagiosa caracterizada por eczema atópico. Ela é uma doença genética, crônica e que apresenta pele seca, erupções que coçam e criam crostas.

As regiões mais comuns para o seu aparecimento são nas dobras dos braços e parte de trás dos joelhos.





Foliculite

A Foliculite é uma infecção de pele que se inicia nos folículos pilosos. Geralmente, é motivada por agentes bacterianos ou fúngicos, mas, em alguns casos, pode ser causada por vírus e por inflamações de pelos encravados.

Ela se apresenta no formato de pequenas espinhas, de pontas brancas, em torno de um ou mais folículos pilosos, que pode causar dor e coceira na região.





Infecções Fúngicas

Uma vez que os esporos fúngicos estão muitas vezes presentes no ar ou no solo, as infecções fúngicas se iniciam, geralmente, na pele e progridem lentamente.

Essas infecções raramente são sérias a menos que o sistema imunológico esteja enfraquecido, seja por medicamentos (quimioterápico e corticosteróides, por exemplo) ou distúrbios clínicos (AIDS, queimaduras extensas, diabetes e leucemia).

Já na fase crônica, a secreção começa a secar, levando à formação de crostas e aumento da espessura da pele.





Herpes Zoster

A Herpes Zóster, conhecida popularmente como cobreiro, pode ser causada pelo vírus Varicella zoster ou pelo herpesvírus humano tipo 3. É uma doença que causa dor e é mais comum em idosos, com origem na reativação do vírus após a primeira ocorrência da varicela.

O seu aparecimento está associado à baixa imunidade, câncer, trauma local, cirurgias da coluna e sinusite frontal.





Melasma

O Melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele. O local mais comum para o surgimento do melasma é a face podendo se atingir braços, pescoço e colo, também.

Não possui causa definida, mas, muitas vezes, está associada ao uso de anticoncepcionais femininos, gravidez e, principalmente, exposição solar sem proteção.





Molusco

O molusco são pequenas pápulas da cor da pele, com umbilicação central, muitas vezes confundida com verrugas vulgares. Ele é uma infecção viral contagiosa que atinge principalmente as crianças, as pessoas de pele seca e alérgicas.

As lesões surgem nas áreas mais sensíveis e muitas vezes é indolor. O desconforto maior é causado pela coceiras ou irritações que acabam espalhando o vírus para outras partes do corpo. As regiões mais comuns são genitais, abdômen e parte interna da coxa.





Suor Excessivo

O Suor Excessivo ou hiperidrose é uma condição na qual os pacientes transpiram muito, inclusive em repouso.

Ela pode acontecer devido a questões emocionais, hereditárias ou doenças. Várias regiões do corpo podem ser atingidas como, por exemplo, axilas, palmas das mãos, rosto, cabeça, plantas dos pés e virilha.





Doenças de Unha

Uma das mais comuns é a Onicomicose: uma infecção de aspecto amarelo ou esbranquiçado causada por fungos que se alimentam da queratina – proteína que forma a maior parte das unhas.

Geralmente, as mais afetadas são as unhas dos pés por enfrentarem ambientes úmidos, escuros e quentes com maior frequência que as das mãos.





Verrugas

As verrugas são proliferações benignas da pele causadas pelo HPV. A infecção ocorre nas camadas mais superficiais da pele ou mucosas e a transmissão pode ocorrer pelo contato direto com pessoas ou objetos infectados.

Pacientes com baixa imunidade e entre os 12 e 16 anos são mais vulneráveis ao aparecimento de verrugas. Após o contato, as lesões podem demorar semanas ou meses até aparecem.





Rosácea

A rosácea é uma doença vascular inflamatória crônica, que deixa a pele muito sensível, seca e avermelhada. Ela ocorre principalmente entre adultos de 30 a 50 anos de idade e é mais frequente em mulheres.

Ainda não se sabe o que pode causar a rosácea, mas acredita-se que seja por fatores genéticos e psicológicos como o estresse, por exemplo.





Psoríase

A psoríase é uma doença de pele relativamente comum, crônica e não contagiosa que forma manchas espessas e escamosas na pele. Ela é um problema cíclico, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente.

Sua causa ainda é desconhecida, mas estudos já apontam para problemas relacionados ao sistema imunológico, interações com o meio ambiente e genética.





Vitiligo

O vitiligo é uma doença caracteriza pela perda da coloração da pele. As lesões ocorrem devido à uma diminuição ou à ausência de melanócitos – responsáveis pela melanina.

A causa da doença ainda não está esclarecida porém, fenômenos autoimunes, alterações ou traumas emocionais parecem estar associados ao vitiligo.



Agência IDB Digital